ÓLEO DE OLÍBANO SAGRADO E CÂNCER DE PELE

Pesquisas apontam excelentes resultados do uso do olíbano no tratamento de câncer de pele de cavalos e humanos.

unnamed-2

Evidências históricas e arqueológicas sugerem fortemente que o incenso dada ao menino Jesus vinha tanto das espécies Boswellia Carteri, de origem Africana, ou da Boswellia sacra, de origem árabe.

A resina dos olíbanos era queimada há milênios em templos egípcios, macedônios e gregos com a finalidade de integrar o ser humano com sua essência, favorecendo a oração, meditação e introspecção. Acreditava-se que o olíbano trazia conforto e bem-estar aos aflitos.

O óleo desta espécie de olíbano é produzido no Omam, que tem a reputação de produzir árvores de olíbano de qualidade superior. As árvores começam a produzir resina quando estão com 8 a 10 anos de idade.Possui um aroma único, bem mais marcante e intenso que os olíbanos advindos de outras espécies.

Existem 3 trabalhos científicos realizados com esta espécie mostrando seu potencial frente ao câncer. Um deles mostrou in vitro ação deste óleo frente ao agressivo câncer pancreático [1], o segundo sobre células de câncer de mama [2], e o terceiro sobre células de câncer da bexiga [3]. O óleo essencial de olíbano sagrado nestes estudos agiu matando as células cancerosas de forma seletiva, não causando prejuízo algum às células saudáveis, o que encaixa com uma publicação anterior nossa sobre o óleo de coentro, que explica como este mecanismo seletivo de atuação de óleos essenciais em câncer se dá [6].

Foi realizado em 2006 uma pesquisa [4] veterinária com o óleo de Olíbano-do-deserto (Boswellia carteri) envolvendo seis cavalos nos Estados Unidos e que sofriam de melanoma maligno (uma forma fatal de câncer de pele). Durante o período de duas semanas os pesquisadores injetaram o óleo de olíbano-do-deserto em tumores de um grupo de cavalos e no outro aplicaram topicamente apenas.

No final do período de teste, os tumores tratados com o olíbano-do-deserto foram medidos e comparados com os tumores deixados sem tratamento, e as células foram biopsiadas. O veredito foi claro: o olíbano, tanto injetado quanto no tratamento tópico, tinha reduzido o crescimento do tumor em todos os seis cavalos e matou algumas células cancerosas.

Seguinte a este estudo veterinário de 2006, em 2013 foi publicado o resultado do primeiro estudo em humanos [5] realizado com um homem de 50 anos que sofria de carcinoma basocelular, um câncer maligno da pele de crescimento lento e progressivo que acomete freqüentemente áreas expostas ao sol como o rosto.

O paciente tratou topicamente o local com a aplicação do óleo essencial destilado das resinas do olíbano sagrado várias vezes ao dia por um período de 20 semanas. Biópsias foram realizadas após o tratamento com óleo essencial de olíbano que mostrou cura completa do carcinoma basocelular na região do braço e substancial melhoria no carcinoma na região do peito (que apresentava várias células doentes com apoptose aumentada). O óleo de olíbano sagrado não apresentou nenhum tipo de efeito colateral na pele, comum de ocorrer no tratamento médico tradicional utilzando imiquimode, fluorouracila e terapia fotodinâmica.

14333736_1167520959985514_1727843989836290214_n[1].jpg 14322478_1167521793318764_261629954080666015_n[1].jpg
Figure 1: Carcinoma on the arm. (A) Original lesion before treatment. (B) Image taken at three months and one week of local application of frankincense essential oil and the lesion has completely disappeared. (C) and (D) A biopsy performed before treatment, which shows BCC with nodular growth pattern. (E–J) Serial sections of the biopsy performed after treatment shows extensive scar formation, but no residual BCC. A small amount of inflammatory cells (arrow in E) is present and is illustrated in higher magnification in (F). Figure 2: Carcinoma on the chest. (A) Original lesion before treatment. (B) and (C) Images of lesion taken at three and four months after treatment, respectively, show progressively regression. (C) and (D) A biopsy taken before treatment shows BCC with an infiltrative growth pattern. (F–K) Serial sections are performed in the post-treatment lesion. Many pyknotic/apoptotic cells (arrow and inset in G) are present. Note that the residual BCC (arrows in (H) and (J) are located adjacent to areas with extensive scarring.

Os cientistas deste estudo ainda colocaram ao final da pesquisa que o olíbano poderia ser uma alternativa mais saudável e barata ao medicamento Vismodegib, o primeiro tratamento oral para o carcinoma basocelular avançado ou metastático aprovado nos EUA. Os efeitos colaterais mais comuns do Vismodegib incluem queda de cabelo leva a moderada, cãibras musculares, alteração do paladar e perda de peso. O custo estimado de um mês de tratamento com vismodegib é 7.500,00 dólares (mais de 20 mil reais mensais)!

ATENÇÃO: Este é apenas um estudo avaliativo sobre uma pesquisa, não deve ser tomada como solução “milagrosa” para cura de doenças graves, como o câncer. Se você está doente, procure orientar-se com seu médico.

Autor:
Fábián László
Cientista aromatólogo

Referências:
[1]. Ni X, Suhail MM, Yang Q, Cao A, Fung KM, Postier RG. Frankincense essential oil prepared from hydrodistillation of Boswellia sacra gum resins induces human pancreatic cancer cell death in cultures and in a xenograft murine model. BMC Complement Altern Med 2012 Dec;12(1):253.
[2]. Suhail MM, Wu W, Cao A, Mondalek FG, Fung KM, Shih PT. Boswellia sacra essential oil induces tumor cell-specific apoptosis and suppresses tumor aggressiveness in cultured human breast cancer cells. BMC Complement Altern Med 2011 Dec;11(1):129.
[3]. Frank MB, Yang Q, Osban J, Azzarello JT, Saban MR, Saban R. Frankincense oil derived from Boswellia carteri induces tumor cell specific cytotoxicity. BMC Complement Altern Med 2009 Mar;9(1):6.
[4]. Service TCN. Frankincense shows promise in fighting skin cancer. 2006. 
http://www.foxnews.com/…/frankincense-shows-promise-in-figh…(visitado em setembro de 2016)
[5]. Fung KM, Suhail MM, McClendon B, Woolley CL, Young DG, Lin HK. Management of basal cell carcinoma of the skin using frankincense (Boswellia sacra) essential oil: A case report. OA Alternative Medicine 2013 Jun 01;1(2):14. 
http://www.oapublishinglondon.com/article/656 (visitado em setembro de 2016)
[6].
https://www.facebook.com/laszlobrasil/photos/pb.208799552524331.-2207520000.1467141343./1064464896957788/?type=3&theater

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s