Aromaterapia, Óleos Essencias, Bem estar, Ficha Técnica

ÓLEO DE NOOTKA TREE

unnamed (1)

“O nome nootka provém da tribo nootka (Nootka, Nutka, Aht, Nuuchahnulth), indígenas que vivem em Vancouver no pacífico noroeste do Canadá.”

Conheça o óleo essencial da árvore que a madeira não apodrece!

“Esta árvore é uma das espécies de coníferas mais evoluídas que se conhece, um verdadeiro salto “quântico” na evolução destas espécies e teria surgido em período mais recente, talvez algo em torno de 150-200 milhões de anos. Unir nootkateno e valenceno (sesquiterpenóides) + nootkatona (cetona) + carvacrol (fenol terpênico) + cavicol (fenol fenilpropânico) permitiu que esta árvore gerasse um óleo essencial em sua madeira único e extremamente raro, com um potencial antimicrobial elevado de defesa, de ação cicatrizante em situações de lesão e de ampla capacidade conservadora e regeneradora de seus tecidos.”


“Este óleo essencial traz à tona no indivíduo sua força interior perdida, resgatando a vontade de lutar pela vida, fortalecendo sua tomada de iniciativa, capacidade de se defender e preservar-se diante das adversidades e pessoas invasivas.”


“Ambos os componentes nootkatona e carvacrol presentes neste óleo, formam uma sinergia única para emagrecimento podendo ser utilizados em géis ou cremes de massagem redutora. O carvacrol demonstrou ser capaz de reverter a atividade indutora de genes envolvidos com a obesidade e inflamação em ratos ingerindo dieta elevada em gorduras48. Ele age emagrecendo e desinflamando os tecidos, proporcionando redução de peso. Este componente também tem se mostrado um potente agente anticancerígeno em outros estudos49,50,51 e possui forte efeito antioxidante51.”


“A nootkatona já por outro lado, ativa o sistema AMPK que controla o metabolismo de energia, tratando da síndrome metabólica que leva a obesidade. Seu uso na dieta demonstrou capacidade de aumentar a termogênese corporal, reduzindo o ganho de peso, acúmulo de gordura abdominal, hiperglicemia, hiperinsulinemia, hiperleptinemia em ratos ingerindo doses de 0,2% quando comparado ao grupo controle52.”

 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s