Alimente a mente – A glândula Pineal

Alimente a mente – A glândula Pineal e suas funções

Glândula PienalA Glândula Pineal ou epífise neural é uma pequena glândula endócrina situada perto do centro do cérebro.
Há décadas a comunidade cientifica acreditava que a glândula pineal que era um órgão vestigial, sem qualquer função, porém atualmente associa-se a fenômenos

paranormais, como a telepatia, clarividência e mediunidade, contudo esses relacionamentos são questionáveis.

A Glândula Pineal é uma estrutura cinza-avermelhado, de 5 a 8 mm, com aproximadamente 150 mg de massa.
Situada no centro do cérebro entre os dois hemisférios.
As suas células são semelhantes às células da retina, daí a sensibilidade desta estrutura à luz.

Entre as suas funções estão a produção de melatonina durante a noite, e esta tem a principal função de regular o sono.
A melatonina reage perante a luz, a temperatura e o aroma de forma inconsciente e involuntária.
Também com uma função antioxidante, recuperando neurônios danificados.
Além disso, também possui efeitos (em conjunto com a vitamina B6 e o Zinco) preventivos, de combate ao câncer, aumentando a atividade do sistema imunológico.
A glândula pineal tem a função de estabilizar e sincronizar a atividade elétrica do sistema nervoso central, afetando direta e indiretamente as outras glândulas e estruturas cerebrais.

Pineal e o Jat-lag:

O Jet-lag, (descompensação horária) é uma fadiga de viagem, é uma condição fisiológica que é uma consequência de alterações no ritmo circadiano (duração do dia e da noite no decorrer de 24 horas). As alterações podem provocar uma mudança do trabalho do organismo. O organismo de uma pessoa está acostumado com o tempo de rotação da Terra e quando uma pessoa viaja em um avião mudando de meridiano rápidamente, pode ocorrer que o dia passe mais rápido e provoque o Jet-lag.
Acredita-se que a condição é o resultado do rompimento do ciclo ” luz / escuridão ” ao qual a melatonina produzida pela Pineal é sensível.
Isto ocorre como consequência de viagem longas em grande velocidade, através de vários fusos horários, o que se tornou comum com as viagens a jato e daí o nome em Inglês (Jet, jato; Lag, diferença de horário). Desta maneira após uma viagem passando por vários fusos horários a pessoa se sente como se o relógio interno dela (relógio biológico) não estivesse no mesmo do horário do local.
Desta maneira logo após uma viagem cruzando fusos horários há um distúrbio do sono pois a pessoa quer dormir no horário que estava habituada e não no horário local – isto denomina-se Jet Lag. Este é um tipo de Insônia pois não consegue dormir no horário que deveria.
Muitas vezes recomenda-se a ingestão de cápsulas de melatonina pra reduzir esse efeito

Pineal e “intuição”:
Contudo a glândula pineal tem um lado “oculto”, envolvida por um certo mistério, onde imperam as conjecturas e teorias, mas carecendo de provas científicas

Muitos povos e religiões assumem esta estrutura como sendo a moradia da “Alma”, ou o que nos liga com o Deus Superior.
Responsável pela expansão da consciência e pelo melhoramento de todas as outras faculdades e capacidades.

Desde Descartes no Século XVII, esta estrutura tem sido considerada a união entre o corpo e a alma, possuindo funções transcendentais e paranormais.
Devido à sua semelhança estrutural e biológica com o olho humano e a retina, é considerada por várias correntes religiosas e filosóficas “o terceiro olho” ou Chakra da Coroa.

A Glândula Pineal tem na sua constituição cristais de apatita, ou hidroxi-apatita (dos poucos minerais a serem produzidos e utilizados por sistemas biológicos).
Este cristal é o 5º cristal da escala de Mohs (escala que qualifica a dureza dos minerais, entre 1 e 10).
Segundo os defensores de capacidades paranormais e transcendentais da glândula pineal, estes cristais vibram consoante as ondas eletromagnéticas, assim explicaria a possível regulação do ciclo menstrual pelas fases da lua, ou a orientação dos pássaros nas migrações.

Partindo do princípio que os pensamentos possuem uma frequência própria e possuindo esta a capacidade de vibrar consoante ondas eletromagnéticas, explicaria a possível capacidade de telepatia, bem como intuição extrassensorial e, devidamente desenvolvida, e teríamos a capacidade de “decodificar” os pensamentos de outras pessoas.
Por outro lado, seriamos sensíveis a vibrações eletromagnéticas, imperceptíveis como a presença de supostas “entidades” de outras dimensões.
Esta estrutura é ligeiramente maior na infância, que enquanto adulto. Além de que em adulto encontra-se normalmente calcificado, enquanto em criança isso não se verifica. Este fato verificável cientificamente é utilizado pelos defensores das supostas funções paranormais desta estrutura, como argumento de que a calcificação pode levará atrofia e disfunção. Defendendo que as pessoas que possuem esta estrutura menos calcificada, são mais suscetíveis à suposta sensibilidade eletromagnética.

Mantenha a saúde do seu cérebro, incluindo a glândula pineal, com alguns alimentos ricos em Zinco e Vitamina B6

O zinco é distribuído por todo o reino vegetal e animal em abundância em segundo lugar em relação ao ferro.
Algumas das principais fontes desse mineral são: carnes bovinas, peixes, aves, leite e derivados, ostras, mariscos, cereais, nozes e feijão.
A carência do zinco pode causar diminuição da sensação de paladar, anorexia, apatia, retardo do crescimento, queda de cabelo, retardo da maturação sexual, baixa produção de esperma, queda de imunidade, intolerância a glicose.

Esta lista que segue representa o teor de zinco em 100g de cada alimento.

Abacaxi – 0.5 mg
Agrião – 0.15 mg
Alcachofra – 0.20 mg
Alface – 0.05 mg
Aveia – 5 mg
Cenoura 0.3 mg
Grão de soja – 2.9 mg
gérmen de trigo – 0.35 mg
Espinafre – 0.5 mg
Maçã – 0.10 mg
Farelo de trigo 1.0 mg
Carne de aves – 1.3 mg (em média)
Carne de Boi – 1.7 mg (em média)
Carne de carneiro – 1.4 mg
Carne de porco – 3.5 mg (em média)
Fígado de boi – 2.00 mg
Leite de vaca – 2 mg
Ostras – 1.5 mg
Ovo de galinha 0.5 (inteiro)

Vitamina B6:
A vitamina B6 ou Piridoxina, encontra-se em numerosos alimentos e a necessidade é relativamente baixa variando entre 2 a 5 mg por dia para crianças e 50 a 250 mg por dia para adultos.
Fumantes, mulheres que usam contraceptivos hormonais e alcoólatras podem ter mais facilmente os níveis de piridoxina mais baixos embora a sua carência seja rara, a reposição em doses maciças para o tratamento de ex-alcoólatras, é fundamental para sua recuperação.

As vitaminas do complexo B, o magnésio e o zinco facilitam a absorção da Vitamina B6 pelo organismo.
A vitamina B6 liga-se principalmente às proteínas nos alimentos. O piridoxol encontra-se especialmente nas plantas, enquanto que o piridoxal e a piridoxamina são principalmente encontradas nos tecidos animais. As galinhas e o fígado de vaca, porco e vitela são excelentes fontes de piridoxina. As boas fontes incluem o presunto e o peixe (atum, truta, halibute, arenque e salmão), nozes (amendoins, avelãs), pão, milho e cereais de grão integral. Geralmente os vegetais e as frutas são fontes pobres de vitamina B6, embora existam produtos nestas classes alimentares que contêm quantidades consideráveis de piridoxina, tais como os feijões, couve-flor, alho, as bananas e as passas.

Alguns valores da vitamina B6 em alguns alimentos: (quantidade presente em 100 g de alimento)

Gérmen de trigo 3,3 mg;
Farelo de trigo 1,38 mg;
fígado de bovino 0,83 mg;
Carne de vaca 0,3 mg;
Bacalhau 0,29 mg;
Peru 0,32 mg;
Couve de Bruxelas 0,19 mg;
Banana 0,29 mg;
Manga 0,13 mg;

Bibliografia:

Dietary Reference Intakes: Recommended Intakes for Individuals Elements, Food and Nutrition Board, Institute of Medicine, National Academies, 2004

Vitamins in Human Health and Disease, T.K. Basu, J.W. Dickerson, CAB International, 1996.

Alimentos, Nutrição e Dietoterapia, L. Kathleen Maban, Sylvia Escott-Stump, Ed. Roca, 1998.

Tabela e Composição Química dos Alimentos, Guilherme Franco, Ed. Atheneu, 1999

Texto retirado do Homeostasis – https://www.facebook.com/photo.php?fbid=205177536311593&set=a.138907999605214.31311.135169096645771&type=1

4 comentários sobre “Alimente a mente – A glândula Pineal

  1. lea disse:

    Sol, hj reli esse post, e achei mais interessante ainda!!!!
    parece que consegui entender mais…
    vou reler mês que vem…adorei!!!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s