Sabonetes Artesanais

Há indícios de que já na pré-história o ser humano fazia uso do sabão mesmo não sabendo da importância que um dia este produto teria para toda a humanidade. Segundo uma antiga lenda romana, a palavra ‘sabão’ teve sua origem no Monte Sapo, próximo à Roma, na Itália, onde animais eram oferecidos em sacrifício para os deuses. A gordura dos animais imolados no fogo misturava-se com a madeira queimada do altar. Esta mistura escorria para o solo nas proximidades de rios e as mulheres, ao lavarem roupas, sentiam uma maior facilidade em limpá-las quando estavam em contato com a nova substância.

Sabonete

O ano de 1878 foi um marco na história do desenvolvimento dos sabões modernos, quando foi inventado o sabão branco. Isto ocorreu acidentalmente, devido à inclusão de ar na solução de sabão antes da moldagem.
O uso medicinal dos sabões nos remete aos registros nos quais são mencionadas suas propriedades medicinais e de limpeza. Alguns estudiosos usaram sabão para tentar solucionar diversos problemas de pele, incluindo a escabiose, a psoríese, a tinea, o versicolor e a herpes tonsurans. Na Europa, no século XIX, foram descritos tratamentos com o uso do sabonete de versicolor da acne vulgar e da micose. E nos Estados Unidos, experimentaram tratar a acne com um sabão fino, feito de azeite de oliva e soda cáustica.

Na época de Napoleão, na Europa, o banho ainda não era um costume corrente e as pessoas não o praticavam. Nos tempos elisabetanos, o banho era um evento anual, felizmente, com a mudança das gerações, este hábito tornou-se diário, mostrando-se útil à remoção de microorganismos da pele, reduzindo, desta forma, o risco de infecções na mesma.

Os sabões são resultados da reação química entre a gordura e um álcali, resultando num sal ácido de gordura com ação detergente. O nome “sabonete” teve origem na França, onde se iniciou a confecção de sabões nos quais eram inseridas cores e aromas. A palavra em francês é “SAVONETE”.

Na década de 50, com o desenvolvimento da indústria química e o ajuste das fórmulas, foi constatado um baixo índice de alergia ao uso de sabonetes, além de uma diminuição em seu custo. A função do sabonete consiste em emulsionar e suspender pequenas partículas sólidas da pele, que,desta forma, são eliminadas junto com a água, diminuindo o ressecamento da pele. A composição dos sabonetes podem ser incorporados óleos vegetais ou minerais.

Com o passar do tempo, as indústrias químicas desenvolveram sabonetes menos agressivos à pele, como os sabonetes de glicerina. Outras indústrias também auxiliaram esse desenvolvimento, criando equipamentos que tornaram a mão-de-obra das fábricas de sabonete mais rápida e eficiente.Atualmente, podemos preparar nossos próprios sabonetes, utilizando bases que são dissolvidas artesanalmente, adicionando a eles cores e aromas e ainda moldando-os em várias formas e tamanhos diferentes.

SABONETES COMERCIAIS:

A carência de glicerina nos sabonetes comerciais é a principal razão do ressecamento que sentimos na pele com o seu uso. E muitas vezes vemos o próprio sabonete ressecar e rachar. Esta é a principal diferença entre os sabonetes comerciais e os sabonetes artesanais. Os ácidos graxos contidos nos óleos utilizados para se fazer o sabonete artesanal ajudam a regular a umidade e nutrir a pele, enquanto a glicerina natural dá uma textura mais macia.

Os sabonetes comerciais que você encontra nos supermercados são fabricados visando dois aspectos: a conservação do produto nas prateleiras do comércio e oferecer ao consumidor um produto de maior duração, com isso justificam o uso de produtos químicos e conservantes resultando em um produto que nem poderia mais ser chamado de sabão ou sabonete, na sua verdadeira acepção, pois nada mais são do que detergentes sintéticos, utilizando inclusive o hidróxido de sódio (soda cáustica). Muitos desses detergentes são à base de petróleo e outros que contêm substâncias encontradas na natureza, mas são extraídos radicalmente e modificados

Os sabonetes comercialmente vendidos são na verdade detergentes sintéticos. Em comparação, o sabonete artesanal, é a forma pura e verdadeira do sabonete.

Sabonete de maracujaFazer sabonete é uma arte. O sabonete artesanal é macio, rico, envolvente e calmante. Sua espuma é densa e penetrante, ela deixa uma película emoliente na pele tornando-a macia e sensual.
Os sabonetes artesanais não contêm detergentes sintéticos nem os conservantes encontrados nos sabonetes comerciais. O uso dessas cargas tem como objetivo prolongar seu prazo de conservação nas prateleiras das lojas.
A glicerina é um derivado de componentes graxos que elimina a agressividade causada à pele presente nos sabonetes comuns. Usado desde a cosmética antiga, permanecendo até hoje, como elemento de uso obrigatório nas formulações que proporcionam profunda ação hidratante. A glicerina é um umectante. Uma molécula de glicerina é criada para cada três moléculas de sabão. Os fabricantes de sabonetes comerciais retiram a glicerina do sabonete e a revendem para a indústria de cosméticos e farmacêutica. No Sabonete Artesanal é naturalmente formada e permanece no sabonete.
O Sabonete Artesanal é naturalmente mais macio, quando tocá-lo suavemente você deverá sentir a sua delicadeza. Você pode perceber que quando ele é fresco, o sabonete absorve a umidade do ar em pequenas gotas que deixam a sua superfície úmida.

Aprenda a fazer sabonetes medicinais: 
Um dos produtos artesanais mais simples e gostosos de se fazer são sabonetes.
Além, de poder customizá-los de acordo com sua pele, necessidades de tratamento, ou simplesmente usá-los como item de decoração é uma terapia e tanto, Além de ser um produto ecológico, pois você pode usar corantes, essências, e substâncias naturais no seu preparo!!!

Sabonetes medicinais:

Como o próprio nome diz, são sabonetes feitos com ervas medicinais e produtos da natureza, com propriedades terapêuticas.

Anticelulite (sabonete 1)

Material
150 g de glicerina leitosa ou transparente
1/2 colher (sopa) de argila verde
4 ml de extrato glicólico de hera
4 ml de extrato glicólico de centella asiática
4 ml de essência de algas
Corante verde à base de água a gosto
Álcool de cereais
Fôrma de silicone texturizada
Como usar: A cada banho, faça movimentos circulares com o sabonete na região afetada.

Clareador de manchas (sabonete 2)

Material
100 g de glicerina leitosa
3 ml de extrato glicólico de pepino
3 ml de essência de maçã-verde
Corante verde à base de água a gosto
Fôrma redonda de PVC
Álcool de cereal
Como usar: Todos os dias, no banho, lave a área afetada com o sabonete clareador de manchas.

Antiacne (sabonete 3)

Material
100 g de glicerina transparente
1 colher (sopa) de calêndula desidratada
3 ml de extrato glicólico de calêndula
3 ml de essência de calêndula
Fôrma quadrada de PVC
Como usar: Lave o rosto com o produto em água corrente três vezes ao dia (manhã, tarde e noite).

Modo de fazer:
Para estes três sabonetes, a fórmula é a mesma.
Ponha a glicerina picada num recipiente plástico.
Coloque em banho-maria ou leve ao micro-ondas por períodos de 15 segundos até ficar líquida.
Adicione os ingredientes um a um (menos o álcool) e misture.
Despeje na fôrma (as formas de silicone são as melhores), borrife álcool, deixe secar e desenforme.

Sabonete Pré-sol

Material
150 gr de glicerina leitosa
7 ml de extrato glicólico de cenoura
7 ml de essência frutal
Corante laranja à base de água a gosto
Fôrma oval de PVC
Como usar: Uma semana antes de pegar sol (no mínimo) tome banho diariamente com o sabonete para preparar a pele para o bronzeamento.

Modo de fazer
Ponha a glicerina picada num recipiente plástico. Coloque em banho-maria ou leve ao micro-ondas por períodos de 15 segundos até ficar líquida. Adicione os ingredientes um a um (menos o álcool) e misture. Despeje na fôrma, borrife álcool, deixe secar e desenforme.

Sabonete Pós-sol

Material
100 gr de glicerina transparente
1 colher (sopa) de camomila desidratada
3 ml de extrato glicólico de camomila
3 ml de essência de camomila
Fôrma redonda de PVC
Como usar:Diariamente, após se expor ao sol, tome banho com o sabonete para acalmar a pele, manter o bronzeado e não desidratar.

Modo de fazer
Ponha a glicerina picada num recipiente plástico. Coloque em banho-maria ou leve ao micro-ondas por períodos de 15 segundos até ficar líquida. Adicione os ingredientes um a um (menos o álcool) e misture. Despeje na fôrma, borrife álcool, deixe secar e desenforme.

Sabonete de Maracujá

Material
100 g de glicerina leitosa
7 ml de essência de maracujá
50 g de glicerina transparente
Sementes desidratadas de maracujá
Corante amarelo à base de água
Fôrma de flor em PVC ou silicone
Álcool de cereal
Modo de preparo
Na fôrma, despeje algumas sementes de maracujá e reserve. Pique e derreta a glicerina transparente como ensinado no modo de preparo da página anterior. Agora, adicione metade da essência e gotas de corante, mexendo até ficar homogêneo. Em seguida, despeje tudo em uma fôrma, borrife álcool de cereal e espere secar. Derreta a glicerina leitosa, adicione gotas de corante e o resto da essência. Despeje o conteúdo sobre a outra parte do sabonete, borrife álcool e espere secar.
Bom uso, e boa sorte!!

Segue apenas um exemplo de como fazer

Repost da página Homeostasis – https://www.facebook.com/Homeosstasis?fref=ts – Christiane Souza e Silva

6 comentários sobre “Sabonetes Artesanais

  1. léa disse:

    Adoro sabonetes e achei essa matéria super interessante, bem rica em informações.
    O vídeo do peter Paiva é ótimo. Esse cara faz sabonetes maravilhosos!!!!!E pelo que pude notar,
    mesmo em outros programas onde ele é convidado, que ele é apaixonado pelo que faz!

    • Terra dos Aromas disse:

      Concordo com você, realmente ele ama o que faz.
      Conheço outra pessoa assim também!!!
      Faço de vez em quando sabonetes, é muito bom usar algo feito pela gente
      Obrigada pelo comentário
      bju

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s