Ervas Medicinais / Fitoteraipa Parte II

Conforme prometemos, aqui está a seqüência do tema, com mais aplicações das ervas medicinais:

Fitoterapia parte II

Flores:
BELEZAS NATURAIS EM DEFESA DA VIDA:
No rico universo das flores, muitas ultrapassam limites, distanciando-se da função de decorar ambientes ou expressar sentimentos, passando a servir como importantes auxiliares no tratamento de doenças, tanto no plano físico quanto no psíquico e emocional. Muitas pessoas cultivam flores em seus jardins, sacadas e floreiras, sem, no entanto, imaginar que além de belas, também podem ser poderosas. Conheça a seguir algumas dessas mensageiras de bem-estar:

Rosa – Seu chá é útil nos distúrbios menstruais, alivia dores de cabeça e atenua superfície inflamadas. Com ação adstringente, tônica e calmante, é indicada no tratamento de peles oleosas e para o combate de irritações do couro cabeludo.

Amor-perfeito – Tem outras denominações como violeta-tricolor e flor-de-trindade. Possui propriedades diuréticas e depurativas. Em forma de chá, é utilizada para aliviar doenças respiratórias.

Cravo – É originário da Europa. O chá de suas pétalas é estimulante, combate dores de cabeça, ameniza o cansaço e serve também para ativar a memória.

Jasmim – Sua essência é largamente empregada. O jasmim é um importante auxiliar no combate ao nervosismo, ao estresse, a tristeza e à insegurança. Também é considerado afrodisíaco.

Camélia – Flor inspiradora, de grande efeito visual, é de origem asiática. Suas propriedades medicinais ainda são pouco exploradas.

Violeta – Encontrada em muitas espécies. É aliada simbolicamente à simplicidade e à virgindade. Em forma de chá, atua como auxiliar em tosse e dores de garganta. Possui vitaminas que retardam o envelhecimento da pele.

Gerânio – Tem propriedade de reduzir o açúcar no sangue, combate hemorragias, bronquites e tosses. No campo da cosmética, auxilia no tratamento de peles oleosas ou com acne.

Girassol – Na medicina floral, é indicado para pessoas egocêntricas e promove equilíbrio. É calmante e ajuda a dar elasticidade à pele.

Orquídea – De beleza exótica, é impropriamente considerada parasita. Desperta tanta fascinação que sua cultura é objeto de pesquisa e exposições mundiais. Tem propriedades hidratantes e é amaciante.

As Ervas para Banho e Infusões:
Camomila – é uma das melhores, pois contem azulenp que é calmante para a pele.
Cavalinha/Alecrim- Protege a pele de insetos.
Sabugueiro – no banho é calmante e bom na insônia. Para pele possui qualidades clareadores. Usar em infusão bem concentrada.
Confrei – de todas é a melhor no banho para uso medicinal, pelo seu poder de soldar ossos fraturados, para inflamações, inchaços e queimaduras.
Calêndula – bom no banho para veias dilatadas e varizes, sendo calmante.
Mil em Rama – banhos para o corpo muito oleoso, alivia as inflamações do bico do seio para quem está começando a amamentar.
Amora – em infusão no banho, dá novo brilho e viço na pele.
Usar nos banhos óleos aromáticos.

ERVAS PARA OS CABELOS:
Shampoo – procure um shampoo de boa qualidade, de preferência sem sal) que seja de amêndoa ou ervas divida o conteúdo em dois frascos, depois misture uma infusão bem forte de erva que desejar ou precisar.
Escolha entre shampoos:
1- Cabelos claros: camomila, verbrasco e urtiga.
2- Cabelos escuros: sálvia e alecrim.

Cabelos Secos:
Para dar brilho ao seus cabelos: – fazer uma cocção com salsa, ferver 20 minutos, enxaguar os cabelos com este chá após a lavagem.

Cabelos Oleosos:
Quem tem problemas com excesso de oleosidade, deverá misturar chá de Mil em Rama em seu shampoo.

Caspa:
Adicionar chá de raíz de bardana ao shampoo, ou pode-se usá-la também no último enxágue.
Infusões de alecrim com uma pitadinha de Borax, acaba com a caspa.
Outra alternativa é misturar suco de limão com água de rosas, para a massagem, porém não se exponha ao sol depois dessa aplicação

Crescimento:
Ervas boas para favorescer o crescimento dos cabelos, que podem ser acrescentadas ao shampoo, ou no seu creme:
Raíz de malva, raíz de urtiga, semente de malva, alecrim, cravo de índia e noz moscada, extrato babosa (aloe vera).

Ervas para a região dos Olhos:

Olheiras e inchaços:
Compressas: Pepino – colocar fatias de pepino descascado sobre os olhos por 20 minutos.
Chás com extrato de hamamelis, eufrasia ou cavalinha sobre os olhos.
Outras opções de ervas para os olhos: absinto, funcho, calêndula, camomila, alecrim, tanchagem, margarida, sabugueiro, manjerona e violeta.

Ervas para boca e dentes:

A casca do limão ralada, elimina manchas nos dentes. Escove os dentes colocando um pouco da casca ralada bem fininha, junto à sua pasta habitual.
O suco de morango também possui efeito clareador.
Sálvia mastigada todos os dias protege a gengiva e os dentes.
Tanchagem é a erva mais incrível para qualquer inflamação na boca, gengiva, língua; bem como nas aftas.

Aqui você terá uma lista de várias aplicações terapêuticas para as diferentes ervas:

Artrite Caatinga de Mulata, Malva, Sabugueiro.
Arroto Poejo
Anemia Artemísia, Cavalinha, banhos de Manjerona e Alecrim, Cerefólio, Manjericão, Dente de Alho.
Arteriosclerose Cavalinha
Asma Cerefólio, Hortelã, Funcho.
Baço Salsa, Dente de Leão.
Bexiga Artemísia, Beldroega, Cavalinha, Cerefólio, Malva, Mil Ramas.
Halitose Hortelã, Erva Cidreira, Manjericão, Tanchagem.
Bronquite Beldroega, Cavalinha, Sabugueiro, Bardana.
Enxaqueca Alfazema, Boldo, Camomila, Confrei, Hortelã, Losna.
Alopécia Alecrim, Alfazema, Babosa, Camomila, Manjericão, Sálvia, Bardana.
Cálculos Salsa, Bardana, Dente de Leão.
Calmante Alecrim, ALfazema, Camomila, Manjericão, Funcho.
Cancer Confrei (leucemia), salsa.
Cansaço Mil em Rama.
Catarro Mil em Rama.
Caxumba Erva Cidreira.
Cistite Cavalinha.
Urticária Babosa.
Hepatites Erva Cidreira, Hortelã.
Cólicas Artemísia, Losna, Cavalinha, Hortelã, Manjerona, Funcho.
Colite Malva.
Convulsão Artemísia
Contusão Bálsamo
Coração Alecrim, Confrei, Sálvia, Bardana.
Cortes Cavalinha, Confrei.
Depressão Alecrim.
Diabetes Mil em Rama, Salsa, Tanchagem, Poejo, Funcho.
Digestão Alecrim, ALfazema, Boldo, Camomila, Cerefólio, Erva Cidreira, Manjericão, Mil em Rama, Poejo, Tanchagem.
Micoses nos pés Saião, Babosa.
Gripe Camomila, Cebolinha, Erva Cidreira, Manjerona.
Insônia Boldo, Hortelã, Mil em Rama, Poejo.
Piolhos Cânfora, Salsa.
Prisão de Ventre Baldroega, Malva,Sabugueiro, Bardana.
Pulmão(problemas respiratórios) Poejo, Sálvia, Tanchagem.
Tonturas Alfazema.
Torcicolo Manjerona.
Tosse Alfazema, Erva Cidreira, Hortelã, Manjericao, Malva, Poejo, Sálvia, Funcho.

Infecções urinárias Alfazema, Beldroega, Cavalinha, Cerefólio, Confrei (sangue na urina), Manjericao, Salsa, Bardana, Funcho.
Vermes Arruda, Artemísia, Caatinga de Mulata, Camomila, Hortelã, semente de girassol.

Há uma infinidade de usos medicinais para as plantas, porém são apenas adjuvantes aos tratamentos específicos.

Procure sempre orientação de um profissional Habilitado

Repost da página Homeostasis https://www.facebook.com/Homeosstasis?ref=stream

2 comentários sobre “Ervas Medicinais / Fitoteraipa Parte II

  1. léa disse:

    Uau, que legal esse post, bem completinho!!!Estou usando a babosa (aloe vera) para os cabelos e realmente, funciona! Deixa os fios mais sedosos e eu sinto que os cabelos ficam mais fortes e mais saudáveis!Uso 3 x por semana.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s