Recepientes e Armazenamento dos Oleos Esssenciais

Os óleos essenciais devem ser guardados em vidros escuros. A cor escura é importante para protegê-los dos rais do sol, ao passo que a alternativa usada para o vidro – o plástico – pode desprender patículas microscópicas que ficam no óleo essencial. Atualmente há no mercado um plástico biodegradável, chamado PET, que parece não ter esse efeito nos óleos essencais e nem tampouco emitir poluentes ou gases tóxicos quando queimado. Esse material já está sendo usado por muitos fabricantes de óleos essenciais. Não recomendo o uso do plástico PET para armazenar óleos essencais puros, não diluídos, mas ele pode ser usado para guardar óleos essenciais diluídos em óleos veiculadore vegetais.

Os óleos essenciais são voláteis, o que significa que eles evaporam. Assim, qualquer que seja o recipiente que você usar, certifique-se de que a tampa esteja bem fechada o tempo todo. Imediatamente depois de usar o óleo essencial ou os óleos diluídos, volte a tampá-los. Isso impedirá não apenas a evaporação como também a oxidação.

Tanto quanto possível, os óleos essenciais e os óleos diluídos devem ser guardados em lugar fresco, escuro e seco. Certifique-se de que não há umidade ou calor direto na área. Devido a esses dois fatores, o banheiro não é um bom lugar para guardá-los, pois eles ficam quentes e úmidos. O ideal é guardá-los num armário num cômodo fresco. Além disso, o cuidados para ficarem longue do alcance das crianças.

Os óleos essencias são inflamáveis – pegam fogo facilmente. Assim, tenha cuidado.

Solidificação

Sob condições de frio, alguns óleos essencias irão se cristalizar e solidificar-se. A rosa-damascena e o benjoim irão se cristalizar e solidificar-se. A rosa-damascena e o benjoim são exemplos clássicos disso. Esse efeito não prejudica o óleo essencial e nem afeta a sua capacidade terapeutica. Se o óleo é colocado num quarto quanto ele logo voltará à consistência fluida. Mas nunca aqueça ou ferva o óleo essecial para acelerar o processo. Se você está apressado, apenas segure o vidro durante alguns minutos; o calor de sua mão dissolverá.

Óleos diluídos

Se você fizer um óleo essencial diluído – isto é, misturar óleos essenciais com um óleo vegetal de base – use-o num prazo de seis meses. Por isso, sempre que diluir um óleo, rotule-o (dizendo qual o conteúdo, a quem pertence o óleo e para que ele servee) e inclua nesse rótulo a data em que ele foi preparado. O natural efeito preservador dos óleos essencias pode dispensar o uso de aditivos, mas os óleos vegetais, de sementes e de nozes ficam rançosos e se oxidam com o tempo. Em consequencia eles podem ficar com um cheiro rançoso e começar a se manchar. Quando isso acontecer, é hora de jogar fora a mistura.

2 comentários sobre “Recepientes e Armazenamento dos Oleos Esssenciais

  1. léa disse:

    óleos pós banho são feitos com óoleos essenciais?Tenho dois, um de Rosa Branca e outro Flor de laranjeira. Embora, com certeza, vc já tenha publicado, poderia me dizer qual a melhor indicação desses óoleos? São produtos artesanais de confiança.

    • Terra dos Aromas disse:

      Dependendo do fabricante e da qualidade oferecida, você terá óleos essenciais e seu aroma. Mas, há casos que vc tem o óleo, sem o óleo essencial e somente a fragância do óleo está presente. A Flor de laranjeira é ótimo para dar um “up”, quando vc esta meio caidinha, precisando levantar o animo. A Rosa é mais calmante e relaxante.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s