Extração de Óleos Essenciais

“Extrair, essa palavra é muito forte. É retirar o que é de melhor de algo puro. É receber algo divino e perfeito”

Flower Face by Elaine

Flower Face by Elaine

Os métodos para extração:

  • Prensagem;
  • Maceração;
  • Enfloragem;
  • Extração por solvente;
  • Hidrodestilação;
  • Destilação com vapor d’água saturado à pressão atmosférica;
  • Destilação a vácuo;

A escolha do método depende de vários fatores como:

  • Rendimento de um método sobre outro;
  • Aplicação final do óleo essencial;
  • Localização di óleo essencial na planta (pétalas, flores, casca, raiz, resina, goma, botão da flor);
  • E a maneira de preparar as plantas antes da extração

Preparação

As flores e gramíneas são colocadas na dorna (um grande tanque cilíndrico) para serem destiladas sem nenhum preparo. Existem plantas como a baunilha que tem que ser fermentada antes de ser destilada. Outras, se sofrerem fermentação, irão certamente estragar o óleo essencial. Há as que têm o óleo essencial extraído logo após a colheita que nem o jasmim que se colhe à noite e processas suas flores nas primeiras horas da manhã. Outras são como o vinho – quanto mais velhas, melhor:  é o caso dos rizomas do lírio que ficam armazenados por até 2 anos antes de serem processados.

Há plantas que sofrem a monda (limpeza e eliminação de partes vegetais que poderiam estragar o aroma delicado dos óleos essências) A monda ocorre com o eucalipto e o alecrim. Enfim cada uma tem sua particularidade única e particular como às pessoas.

Vamos conhecer alguns métodos:

  1. Prensagem também conhecido por “expressão” ou ainda “processo da esponja”, é um método usado principalmente na Sicília (Itália) para extrair óleos essenciais cítricos. As mulheres cortam as frutas cítricas ao meio e separam as polpas das cascas. Depois, deixam as cascas ficar imersas em água por várias horas. Por ser uma indústria caseira tradicional, cabe normalmente aos maridos, o trabalho posterior de comprimir com as mãos as cascas. Isso é feito em cima de esponjas que absorvem o sumo das frutas cítricas diluído em água. A prensagem feita por máquina dá praticamente o mesmo resultado do que aquelas espremidas por mãos hábeis. Porém, dizem que o processo feito à mão é o que dá o óleo de melhor qualidade. O rendimento máximo que se consegue neste método é de aproximadamente 80% do conteúdo total do óleo. Para se ter uma idéia, uma pessoa experiente consegue preparar apenas um pouco mais de ½ litro por dia.
    A restrição básica é que as cascas a serem prensadas não tenha conservante, inseticida ou qualquer outro produto que por ventura possa vir a degradar a qualidade do óleo essencial.
  2. Maceração, as flores e folhas são esmagadas até o ponto inicial da ruptura de glândulas celulares. Em seguida, são colocadas em gordura depurada (purificada e inodora) ou em óleo vegetal quente. Assim como no método de enfloragem, a separação das folhas e flores já praticamente depuradas de todo óleo essencial é conseguida através de filtros como os que usamos em casa  para filtrar café. A concentração se dá repetindo o processo. Portanto, coloca-se uma nova massa vegetal de folhas e flores dentro do óleo vegetal já aromatizado. Em seguida, o óleo é aquecido mais uma vez a 30°C e fica macerando. O processo continua a ser repetido até a concentração do óleo essencial no óleo vegetal ser a desejada. Pode levar até um mês para completar este ciclo. Temos então um óleo de massagem ou um excelente ungüento. No caso de se usar gordura em vez de óleo vegetal, o que normalmente é feito é pegar a gordura entumecida que passar a ser chamada de pomada e dissolvê-la no álcool transformando-a assim num exrato alcoólico.
    Uma versão mais rudimentar deste método é colocar flores uma garrafa de vidro com óleo vegetal. Fechar bem para evitar que entre ar ou sujeira. Colocar a garrafa com óleo e flores para descansar ao sol por algumas semanas. Após esse tempo, retirar as flores depuradas e colocar uma nova carga no óleo vegetal aromatizado. Na França, os fazendeiros costumam usar este método para preparar linimentos extraídos do hipericão ou erva-de-são-joão. O óleo rubro que se obtém é excelente para queimaduras, insolação e feridas.

No próximo post estarei comentando sobre os outros métodos.

Retirado do livro “Tudo sobre Aromaterapia” Adão Roberto da Silva

8 comentários sobre “Extração de Óleos Essenciais

  1. Top Fruiit Ind. e Com. Ltda disse:

    Prezado Senhor:

    Somos uma Industria de Polpas é Sucos de rutas da Amazonas, estamos com projeto de trasbalhar com a estração de Oleos Essenciais, aromas, é corante.
    Gostaria de conhecer as maquinas, que tem os novos metodos de extração destes produtos.
    Açai,Cupuaçu,tabereba,manga,banana,pimentas silvestre,priprioca,murumuru, jupati,pracaxi,inajas,mirití é tantos outros.

    Fico no aguardo de vossa respósta.
    Cordialmente

    Valdomiro Oliveira

    • solperuibe disse:

      Bom dia!
      A finalidade deste blog é divulgar a aromaterapia. Não se trata de uma empresa. Caso queira divulgar seu produto/empresa através de um link patrocinado estou a disposição.
      Agradeço o contato e a visita
      Solange Carneiro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s