Longevidade segundo a Medicina Chinesa

Receita de saúde e longevidade segundo a medicina chinesa

Perito Moreno by SolPeruibe

Perito Moreno by SolPeruibe

Para a medicina chinesa, a presença do vento, do frio e da umidade são importantes desencadeadores do desequilíbrio do qi, a energia vital, no corpo humano.

O qi essencial no corpo é transformado a partir da comida e da bebida que foram digeridas no estômago. Compreende dois tipos: o qi límpido, que se denomina qi nutritivo e o qi turvo, que é denominado qi defensivo. Circulam pelo corpo todo e proporcionam a garantia de funções fisiológicas eficazes.

Qibo, o médico instrutor do Tratado de Medicina do Imperador Amarelo, explica que a presença do vento, frio e umidade é fundamental para o estabelecimento da chamada condição bi, que se refere a dor, adormecimento e outros impedimentos causados pela invasão destes elementos.

A anormalidade no qi nutritivo e na circulação do qi defensivo irá causar disfunção corporal. Entretanto, enquanto não se combinar com vento, frio e umidade, a condição bi não irá ocorrer.

Os cinco órgãos zang* se conectam com os canais mais importantes. Se o bi patogênico se prolongar na superfície, irá invadir os órgãos correspondentes.

Se o bi dos ossos se prolongar, o qi perverso irá invadir os rins. Se o bi dos tendões se prolongar, o qi perverso invadirá o fígado.
Se o bi das veias se prolongar, o qi perverso irá invadir o coração. Se o bi dos músculos se prolongar, o qi perverso invadirá o baço.
Se o bi da pele se prolongar, o qi perverso irá invadir os pulmões.

As diversas enfermidades bi são causadas pelo vento, frio e umidade que invadem o corpo nas diferentes estações.
Diferentes sintomas se manifestam quando a enfermidade bi invade órgãos diferentes: as manifestações do bi dos pulmões são opressão no peito aliada a palpitação e vômitos.

O bi do coração se manifesta como obstrução do fluxo sanguíneo, opressão, palpitação, garganta seca, arrotos e medo.
O bi do fígado se manifesta por meio de despertar com solavancos repetidos, sede e urina freqüentes.
No caso do bi dos rins, os sintomas são abdômen distendido, ossos fracos, incapacidade de andar, corpo contraído incapaz de se esticar e uma corcunda mais alta que a cabeça.
Quanto ao bi do baço, os sintomas são membros fracos, falta de força, tosse, vômitos de líquidos claros e até obstrução acima do diafragma.
Quanto ao bi intestinal, há inibição de urina, embora o paciente beba água com freqüência.
O yang* qi e o qi perverso nos intestinos e no estômago, lutam um contra o outro, causando às vezes excreção excessiva de comida não digerida.
No caso do bi da bexiga, o paciente sente dores à pressão no abdômen inferior, como se estivesse cheio de água quente. Há também urinas que queimam e corrimento nasal claro.

Tratado acerca da Síndrome do Enfraquecimento

Se uma pessoa se expõe com freqüência à umidade, por exemplo, trabalhando na água, a umidade subirá pelo corpo.
Se viver em arredores úmidos, a carne e músculos da pessoa serão afetados pela umidade perversa, causando adormecimento permanente e desenvolvendo, por fim, enfraquecimento. Portanto, o Clássico de Medicina do Imperador Amarelo diz que o enfraquecimento da carne e dos músculos é causado pela exposição prolongada a locais úmidos.
O cansaço de uma longa viagem a um lugar quente causará sede que, por sua vez, dará surgimento a um yang qi excessivo, e o acúmulo de calor atacará os rins.
Os rins são os órgãos da água. Se a água não puder superar o calor forte, os ossos e a medula irão fenecer e não poderão suportar o corpo. Isto é conhecido como enfraquecimento dos ossos.

Papel e natureza dos diferentes sabores das ervas medicinais

Os remédios de diferentes sabores contraem ou dissipam, são moderados ou desencadeadores, secos ou umedecedores, leves ou fortes. É necessário escolher o tipo apropriado de acordo com a condição específica da doença para que harmonize o qi e o sangue para a restauração do equilíbrio no corpo.

Remédios de sabores picante ou adocicado são de natureza yang e têm um efeito efusivo e dissipador. Remédios de sabores ácido ou amargo são de natureza yin* e têm um efeito elevatório e purgante.
Remédios de sabor salgado são de natureza yin e têm um efeito elevatório e purgante. Remédios de sabor suave são de natureza yang e têm um efeito de filtração e drenagem.

Ao tratar as doenças a medicina chinesa considera necessário compreender sua patologia e associações, tais como diferenciar os padrões de plenitude e vazio, e deixar claro quais os males que estão agindo.
A análise deve ser feita para saber qual o qi dominante antes de revitalizar o fluxo do qi e do sangue, a fim de recuperar o equilíbrio e a harmonia do corpo.

Texto de Elisabete Cavalcante


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s